Home / Espiritismo / Doutrina Espirita / Resgate no Umbral: Como Acontece?

Resgate no Umbral: Como Acontece?

O poder de agressão que um espírito possa ter é somente aquele que nós mesmos lhe damos ao entrarmos em sintonia vibratória com ele. Nenhum ser inferior tem ascendência sobre outro que lhe seja superior. Logo, quando falamos em casos de obsessão é porque todos os espíritos envolvidos comungam do mesmo estado vibratório e, geralmente, até dos mesmos interesses, não havendo superiores ou inferiores.

Quando uma equipe socorrista parte em auxílio a algum espírito, é porque este já se encontra em condições de ser ajudado e já permite algum tipo de ligação psíquica de ordem superior pois, do contrário, não haveria possibilidades dele ser socorrido.

A mesma impossibilidade de afinização vibratória impede que os espíritos inferiores sequer se dêem conta da presença de entidades superiores, que dirá um ataque às mesmas.

Também temos que nos lembrar que as descrições do umbral, apesar de retratarem um local físico específico, o umbral é um estado de espírito, como o céu e o inferno, no linguajar de outras religiões, também o são.

Muitas vezes os espíritos que “estão no umbral’, são justamente aqueles que estão tão profundamente mergulhados em suas próprias fantasias que não têm a menor percepção do que ocorre à sua volta.

Outros, em melhor estado, ainda podem interagir entre si e acabam por se agrupar, como é natural a todo ser humano, formando bandos que perambulam próximos (vibratoriamente falando) do plano físico, já que não têm condições de perceberem ambientes mais evoluídos.

É ao conjunto desses espíritos com suas ideias e formações mentais que damos o nome de umbral, e não a um local particular.

Autoria:

Márcia R. Farbelow e Hugo Puertas de Araújo

Sobre Fernando Rossit

Avatar
Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

Calar a Discórdia (Sobre a Agressividade e o Radicalismo)

A harmonia plena ainda constitui um sonho distante de qualquer organização humana. Os homens guardam …

Aparições de Pessoas vivas Distantes

Em julho de 1856, uma senhora da cidade francesa de Boulogne-sur-Mer escreve uma carta, no …

5 comentários

  1. Avatar
    Rogéria de paiva

    Eu perdi meu filho com 17 anos de tiro ,já faz 4 anos gostaria muito de receber a cartinha dele sinto tantas saudades,vcs podem me orientar nesse sentido? obrigada

    • Avatar
      Raphael Rodrigues Fonseca

      Força meu amigo. Que a Luz do divino senhor Deus e seres celestiais estejam com seu filho e toda sua família. Muito amor é Fé para confortar o coração.

  2. Avatar
    Fernanda sumika mourão Cruz

    perdi meu filho sofro MUITO…

  3. Avatar
    Fernanda sumika mourão Cruz

    quero muito saber se o FILHO que tenho agora é uma reencarnação do filho que perdi…

  4. Avatar

    Minha avó se foi ja faz 10 anos mas sinto que ela me
    Encaminha espiritualmente gostaria muito de receber uma carta dela