Home / Espiritismo / Colunas / Quais as causas do Sono incontrolável que Algumas Pessoas sentem em Palestras e Salas de Estudo?

Quais as causas do Sono incontrolável que Algumas Pessoas sentem em Palestras e Salas de Estudo?

Havia um aluno muito interessado pelo estudo de doutrina espírita do qual participávamos e que, de uma hora para outra, começou a dormir nas aulas logo que se acomodava na cadeira.

Como o conhecia há algum tempo, me senti à vontade para conversar com ele e alertá-lo a respeito das razões reais do seu sono.

Ele já havia feito outros cursos e se encontrava capacitado para entender melhor e analisar-se para descobrir os motivos daquele seu “cansaço”.

Indagado sobre o seu sono, respondeu que não estava aguentando ficar com os olhos abertos, que um cansaço irresistível o tomava mesmo antes de a aula iniciar-se.

– Mas, amigo, você não se lembra de que no ano passado falamos sobre a influência dos espíritos nas nossas vidas? – indaguei.

É verdade…. – respondeu o aluno. Não tinha pensado nisso. Vou ficar atento daqui pra frente e orar, pedindo ajuda aos amigos espirituais.

A partir desse dia não sentiu mais aquele sono intenso.

Quais as causas do sono de que muitas pessoas se queixam quando participam de uma reunião espírita? Como evitá-lo?

As causas podem ser várias:

1) cansaço físico: quando o indivíduo vem de atividades muito intensas durante o dia ou de noites mal dormidas poderá ser tomado pelo torpor da sonolência;

2) desinteresse: o sono também poderá ser causado pela indiferença da pessoa, por estar ela mais preocupada com outros assuntos, relevantes ou não, e sua mente estar em outro lugar;

3) influência espiritual: o sono pode ser provocado por entidades espirituais que nos vigiam e que não têm interesse em nosso equilíbrio e aprendizado.

Mas nós não estamos num Centro Espírita? Cadê a proteção? Por que os mentores espirituais permitem essa ação perturbadora sobre nós?

“Temos que entender que tais entidades hipnotizadoras podem não penetrar o circuito de forças vibratórias da Instituição: ficam do lado de fora. Mas, a pessoa que entrou no Centro, na reunião, não sintonizou-se com o ambiente da casa espírita; continua vinculada aos que se conservam fora, e através dessa porta, desse plug aberto, ou dessa tomada, as entidades que ficaram lá de fora lançam seus tentáculos mentais, formando uma ponte. Então, estabelecida a ligação atuam na intimidade dos centros neuronais desses incautos, que dormem”. (1)

Quando a reunião espírita termina o indivíduo, vítima dessa influência, se mostra bem disposto, alegre e sem sono. Volta para casa e vai assistir TV até altas horas da noite depois de ter se submetido aos fluidos enfermiços.

Ora, onde estava o cansaço, o sono?

Desapareceu porque a influência espiritual foi interrompida, uma vez que os espíritos perturbadores conseguiram seu objetivo que era não permitir qualquer aproveitamento daqueles momentos em que sua vítima esteve no centro espírita.

“Por isso recomendamos àqueles que estão cansados fisicamente, que façam um ligeiro repouso antes da reunião ainda que seja por poucos minutos, para que o organismo possa beneficiar-se do descanso. Para que consigam ficar mais atentos durante o trabalho doutrinário, recomendamos que se levante da cadeira, que vá até o banheiro e borrife o rosto com água fria. Coloque-se em uma posição discreta, sempre que possível ao fundo do salão, em pé, sem encostar-se, a fim de lutar contra o sono”.(1)

Um grande aliado é a prece sincera e bem sentida. Se, de fato, estivermos desejosos de participar das atividades espíritas sempre poderemos contar com a eficiente colaboração dos Espíritos Bondosos.

Temos, então, o sono como esse terrível adversário de nossa participação, de nosso aprendizado, de nosso crescimento espiritual. Não permitamos que ele se apodere de nós. Lutemos o quanto conseguirmos, e deveremos conseguir sempre, para combatê-lo, para termos bons frutos no bom aprendizado.

Fernando Rossit

Bibliografia:

(1) Diretrizes de Segurança (Divaldo Franco e Raul Teixeira)

Sobre Fernando Rossit

Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

A Música Preferida de Chico Xavier

Na gaveta de minha memória guardo as músicas de minha preferência. Creio que todos devem …

Somos Todos Sugestionáveis: pelos Homens e pelos Espíritos

Eu retornara de um ciclo de palestras. Chegara tarde. Dormira pouco. Não obstante, levantara bem …