sábado , setembro 22 2018
Home / Espiritismo / Doutrina Espirita / Prova x Expiação

Prova x Expiação

MACHADO DE ASSIS

Inicialmente, vamos aos conceitos para estabelecermos a diferença.

O que é Prova: situações de vida através das quais nós testamos nossas qualidades morais e desenvolvemos nossa inteligência. São desafios e testes.

O que é Expiação: situações de vida através das quais nós reparamos erros cometidos no passado, corrigimos o que fizemos de errado, ao mesmo tempo que nos desenvolvemos com a dor bem suportada que ela (a expiação) nos traz. Pode ser comparada a uma pena criminal por delinquência (o que se busca é o reajuste do delinquente).

Abaixo, você vai encontrar um resumo da vida de Ernesto (encarnação anterior) e sua próxima reencarnação, agora com o nome de Léo, em processo de expiação, em razão dos atos praticados na existência anterior, quando se chamava Ernesto.

O Antes e o Depois:

Antes (reencarnação passada) :  Hoje, reencarnado (consequências)

Seu nome era Ernesto (algoz na vida passada): Reencarnou com o nome de Léo:

1-tinha um irmão doente mental que não cuidou: -noutra vida nasceu fraco, doente mental

2-rejeitou o irmão órfão: -noutra reencarnação ficou sozinho( foi rejeitado

pelo irmão)

3-prendeu o irmão : -noutra vida foi internado no hospício longos anos

4-deixou o irmão ao relento : -noutra vida foi guarda noturno

5-assassinou-o: -noutra vida pegou tuberculose

6-escapou ileso (na vida passada): -noutra vida desencarnou sozinho

7-traiu e relegou ao esquecimento: -noutra vida foi traído e esquecido

A expiação somente se cumpre (expirante) se houver:

-aceitação (proporciona calma, coragem, lucidez);

-submissão à vontade de Deus (resignação, mesmo não compreendendo os divinos juízos de Deus);

-desapego;

-não houver revolta nem reclamação;

-a expiação poderá ser amenizada se o Espírito decidir se renovar intimamente e praticar o Bem, ajudando outras pessoas ou aquela (s) que prejudicou. A lei de Causa e Efeito não é a do “olho por olho, dente por dente”. Deus é Bondoso e Misericordioso e não pune, portanto NÃO CASTIGA. No entanto, somos sempre responsáveis pelos desvios e erros cometidos, pois a Lei de Deus está gravada na nossa consciência. Quando erramos, prejudicando os outros, imprimimos os atos insanos na nossa consciência, que busca sempre a correção de rumo em direção à Deus. A única fatalidade é a Perfeição.

queira o bem

Bibliografia:

– livro: ação e reação – cap. 17 – Dívida Expirante

Originally posted 2015-12-03 09:53:18.

Sobre Fernando Rossit

Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

Como funciona a Justiça Divina?

A cada um segundo suas Obras: nessa sentença de Jesus estão sintetizadas todas as leis …

Inimigos na Família: Como o Espiritismo explica a Existência de Inimigos dentro da Família?

Como a Doutrina Espírita explica a existência de desafetos dentro da própria família? Quase todas …