Home / Espiritismo / Colunas / Professor: Alma Generosa

Professor: Alma Generosa

Sidney Fernandes

É preciso ter muito cuidado com o poder. Ele pode colocar à mostra o que o homem tem de pior. Isso acontece com o professor?  Raramente! Os que se dedicam à louvável arte de ensinar tendem a tornar-se inspiração de grande número de educandos. A história que lhes trago, resumidamente, de autoria desconhecida, foi muito veiculada pelas redes sociais, mas merece ser relembrada.

***

Certa ocasião um jovem procurou um velho professor e se identificou.

— Você se lembra de mim?

— Ah, você foi meu aluno! Na terceira série, você foi meu aluno. Como está sua vida? O que faz?

— Eu sou professor. Você me inspirou.

— Como eu inspirei você a virar um professor?

— Um dia, um dos meus amigos ganhou um lindo relógio de pulso e eu o roubei. Você ainda deu uma chance honrosa para eu devolvê-lo, mas fiquei muito envergonhado. Então você colocou todos nós em fila para procurar o relógio.

—Eu pensei comigo mesmo: “esse vai ser o momento mais constrangedor da minha vida”.

— Mas então você disse:

—“Eu quero que todo mundo fique de olhos fechados”.

—E você foi de bolso em bolso, e todos estavam de olhos fechados. Você chegou ao meu bolso e achou o relógio, recuperou-o e continuou revirando os bolsos, com todos de olhos fechados. Você deu o relógio de volta ao seu dono e nunca disse uma palavra para mim e jamais mencionou o episódio.

— E quando eu pensei em como você salvou minha dignidade naquele dia entendi a mensagem.

— “Uau, isso é um professor, isso é um educador. Isso é o que eu quero fazer com minha vida”.

— E por isso entrei para a área da educação.

— Nossa, isso é incrível. É realmente incrível — disse o professor.

— É claro que você se recordou do fato, ele foi muito marcante e dramático e tenho certeza de que você se lembrou de que fui eu que roubou aquele relógio.

E ele disse:

— Na verdade eu não teria como saber.

— Por que não? — perguntei.

E ele respondeu:

— Porque eu também fechei os olhos.

***

Raros são os homens que ajudam o semelhante a escalar os degraus da vida e poucos se mobilizam no amparo social.

Jesus, o Mestre dos mestres, foi o mais poderoso dos homens e jamais se prevaleceu de seus atributos, pois ele ensinou sem se vangloriar, ajudou o homem a dignificar a vida, a edificar-se pelo trabalho sadio e a sentir-se melhor.

Todos os homens, que detêm ou não, circunstancialmente, a posição de mando, que pretendem honrar e servir a Jesus, devem imitar os seus exemplos.

Sobre Sidney Fernandes

Sidney Fernandes (1948@uol.com.br) nasceu em Bauru, em 1948. Gerente do Banco do Brasil e Empresário, hoje está aposentado e se dedica integralmente à veiculação do Espiritismo. Participou ativamente da Mocidade Espírita até integrar-se ao Centro Espírita Amor e Caridade de Bauru (SP). Escritor e orador profere palestras em várias cidades brasileiras. Veja página deste Autor

Veja

Família: Conversar é Preciso

Sidney Fernandes PARTE 2 BARREIRAS DA COMUNICAÇÃO O exercício de comunicar estabelece uma relação e, …

Família: Conversar é Preciso

Sidney Fernandes PARTE 1 FAMÍLIA ESPIRITUAL E FAMÍLIA MATERIAL Antigos laços de consanguinidade podem viabilizar …