Home / Espiritismo / Doutrina Espirita / Podemos Orar pelas Pessoas que Amamos que já Desencarnaram?

Podemos Orar pelas Pessoas que Amamos que já Desencarnaram?

Sim, podemos orar pelos falecidos, principalmente quando eles acabaram de desencarnar. Logo após a morte, o espírito pode ainda se encontrar perturbado, desorientado, sem saber o que fazer e como assimilar o novo e grandioso mundo pós-morte que se abre.

Nesse momento, uma oração realizada com amor e desprendimento pode ser um tônico e uma luz que o guiará na escuridão, além de lhe dar a sensação de não estar sozinho. No entanto, conforme vão se passando as semanas, os meses e mesmo os anos, a oração repetida acaba não sendo uma boa escolha. Ficar orando o tempo todo pode representar uma atitude de apego ao desencarnado.

Certa vez uma mãe me disse que ficava orando todos os dias, por 5 meses seguidos, pela sua filha que desencarnou. Eu perguntei a ela como estava sendo essa oração. Ela me confidenciou que sentia muito a falta da filha, que não admitia sua morte e que a oração era uma forma dela se sentir mais próxima da alma da menina.

Esse caso mostra como a mãe estava, na verdade, orando para satisfazer uma necessidade sua e não da filha. Na medida em que ela orava diariamente, ela buscava diminuir a distância que a separava da alma da filha. Na verdade, a oração tinha como motor nada mais nada menos do que um puro apego de sua parte. Isso não é saudável nem para o encarnado e tampouco para o desencarnado.

Por isso dizemos que a oração deve ser sempre desprendida, sem apego, sem posse, e não deve ser repetida, insistente e apegada, mas sempre desprendida.

Hugo Lapa

Sobre Fernando Rossit

Avatar
Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

Se Você se sente Mal perto de Algumas Pessoas, talvez você seja uma “Pessoa Esponja”

Certo dia um pai aflito me ligou dizendo que sua filha não se encontrava bem …

Lesões Afetivas

Um tipo de auxílio raramente lembrado: o respeito que devemos uns aos outros na vida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.