Home / Espiritismo / Colunas / Pequenos Gestos e Atitudes

Pequenos Gestos e Atitudes

Terminados os trabalhos de assistência espiritual da reunião mediúnica semanal da qual fazemos parte, um Benfeitor Espiritual manifestou-se, psicograficamente, focando a importância dos pequenos gestos, ou ainda, pequenas atitudes que perpetramos em nosso dia a dia.

Naquela reunião, chamou-nos a atenção o depoimento de determinado Espírito que apresentava terrível sofrimento íntimo, decorrente da negligência às pequenas oportunidades de exercício do bem e da reforma moral ao longo de sua última existência.

Reproduzimos, então, para nossas reflexões, a palavra do Benfeitor:

“Da mesma forma que uma simples fagulha pode provocar um incêndio de grandes proporções, pequenas atitudes abrem um universo de possibilidades negativas.

O cenho franzido.

O olhar recriminador.

A ausência do cumprimento.

A impaciência.

A intolerância.

A acusação gratuita.

Atitudes menos felizes denotam uma alma ainda presa aos sentimentos ancestrais da natureza humana.

Esses gestos, às vezes mínimos, são como aderentes que prendem energias em desalinho junto de nosso coração, bem como atraem, por sintonia, inteligências desencarnadas para junto de nós.

Formado o conluio, processos de simbiose espiritual implantam-se, e tornam-se de difícil solução de continuidade dada a resistência oferecida pelo visitante que convidamos para nosso mundo íntimo.

É bem verdade, que mais cedo ou mais tarde, há de se solucionar a simbiose, dando a ocasião para o recomeço.

São pequenos gestos e ações que, do outro lado da moeda, tem a consequência invertida.

O sorriso amigo.

O semblante calmo.

A boa vontade.

A paciência em treinamento.

Fácil ver que a escolha está ao nosso encargo e, por isso, ninguém fará o que a nós compete fazer.

Assim, de gesto em gesto, do menor ao maior, construiremos relações saudáveis e ambiente íntimo que nos remeterão à percepção da felicidade a ser experimentada dentro do possível na vida que nos é dada.

Pensemos e escolhamos, com Jesus, a melhor parte.

Estaremos, com isso, ajudando na construção do mundo melhor que aspiramos, sendo, portanto, produtores de progresso moral ao mesmo tempo em que criamos ambiente propício ao estabelecimento do Reino de Deus na Terra.

Muita paz.

João”

Meditando sobre a opinião do Benfeitor, percebemos que na maior parte do tempo temos vivido, mecanicamente, agindo sem reflexão, envolvidos que somos pelas circunstâncias que a vida nos apresenta, sem levarmos em conta que a elevação de nossos espíritos se dá, quase sempre, através de pequenos gestos e atitudes.

Pensemos nisso.

Antônio Carlos Navarro

Sobre Antonio Carlos Navarro

Avatar
Espírita de São José do Rio Preto - SPFrequentador e Dirigente do Centro Espírita Francisco Cândido Xavier em São José do Rio Preto, SP. Estudioso, palestrante e editor de inúmeros textos e conteúdo EspíritaGênero de livros Espírita que prefere: Mediunidade, DoutrinárioIniciou seus primeiros contatos com a Doutrina Espirita: 1986

Veja

As seis condições do espírito imortal

O grande estudioso e pensador espírita Cosme Massi desenvolveu uma forma muito peculiar para interpretarmos …

Regime para Olho Gordo

A denominação “Olho Gordo” é dada, pela cultura popular, à pessoa que possui e demonstra …