Home / Espiritismo / Doutrina Espirita / Palavras Proferidas

Palavras Proferidas

Uma boa palavra auxilia sempre. Às vezes, supomo-nos sozinhos e proferimos inconveniências. Desajudamos quando podíamos ajudar. É preciso aproveitar oportunidades. Falar é um dom de Deus. Se abrirmos a boca para dizer algo, saibamos dizer o melhor. A pequena assembleia ouvia atenta a palavra de Sálus, o instrutor espiritual que falava pelo médium em uma reunião espírita.

Não adianta repetir frases inúteis. E é sempre falta grave conferir saliência ao mal. Comentemos o bem. Destaquemos o bem. – Dentre todos os presentes, Belmiro Arruda, escutava em silêncio.

Decorridos alguns dias, Arruda, nas funções de pedreiro-chefe, orientava o término da construção de grande recinto. O enorme salão parecia completo. Tudo pronto. Acabamento esmerado. Pintura primorosa. – Experimentemos a acústica, disse o engenheiro superior. E virando-se para Belmiro disse: – Grite algo. Arruda, recordando a lição, bradou: – Confia em Jesus!… Confia em Jesus!…

O som estava admiravelmente distribuído. Os operários continuavam na sua faina, quando triste homem penetra o recinto. Cabeleira revolta. Semblante transtornado. – Quem mandou confiar em Jesus? – perguntou. Alguém aponta Belmiro, para quem ele se dirige, abrindo os braços.

– Obrigado, amigo! – exclamou. E mostrando um revólver: – Ia encostar o cano no ouvido, entretanto, escutei seu apelo e sustei o tiro… Queria morrer no terreno baldio da construção, mas sua voz acordou-me… Estou desempregado há muito tempo, e sou pai de oito filhos… Jesus, sim! Confiarei em Jesus!…

Arruda abraçou-o, de olhos úmidos.

O caso foi conduzido ao conhecimento do diretor do serviço. E o diretor visivelmente emocionado estendeu a mão ao desconhecido e falou: – Venha amanhã. Pode vir trabalhar amanhã.“

Esta narrativa consta do livro A Vida Escreve, do saudoso irmão Waldo Vieira.

Realmente muito mais do que pensamos, nossas atitudes e palavras ecoam, por isso é importante termos equilíbrio constante, pois assim como influenciamos para o bem podemos ser coniventes com o mal.

Jesus certa ocasião nos disse que o mal é o que sai pela boca, referindo-se as palavras que muitas vezes são ditas sem pensar.

Quantas pessoas magoamos às vezes sem querer, quando proferimos algum comentário desprestigioso!

A palavra contém uma energia que pode concorrer tanto para o bem como para o mal. Chico Xavier dizia: Se não tivermos uma palavra que auxilie é melhor ficarmos de boca fechada.

Assim devemos perseverar amigos.

Nilton Moreira

Coluna Semanal – Estrada Iluminada

Sobre Fernando Rossit

Avatar
Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

Mensagem de Steve Jobs antes de Morrer

Steven Paul Jobs foi um inventor, empresário e magnata americano no setor da informática. Notabilizou-se …

A Identificação dos Espíritos

Alan Kardec mostrou-se preocupado com a questão da identidade dos Espíritos desde o início da …