segunda-feira , fevereiro 18 2019
Home / Espiritismo / Ciência / Os Assexuais: A Total falta de Desejo Sexual

Os Assexuais: A Total falta de Desejo Sexual

Comer um bolo é bem melhor. Isso mesmo: este é o símbolo dos chamados ASSEXUAIS – pessoas que não têm interesse em fazer sexo.

“É uma forma de viver a sexualidade caracterizada pelo desinteresse sexual, que pode vir acompanhada ou não do desinteresse amoroso”, explica a pedagoga brasileira Elisabete Regina de Oliveira, autora do doutorado “Minha Vida de Ameba”, defendido em maio de 2015. Durante quatro anos, ela estudou a vida de 40 assexuais, de 15 a 59 anos, e hoje é figura central quando se trata do tema no Brasil.

Você imagina viver sem vontade alguma de fazer sexo? Pois existe muita gente que leva a vida muito bem dessa maneira. E eles não são celibatários nem puritanos. São assexuais, pessoas que nasceram sem o desejo de manter relações sexuais e, em alguns casos, nem amorosas.

Se existem muitas pessoas fazendo sexo sem amor, por que não é possível existir amor sem sexo?

Apesar da lógica da citação, viver sem sexo não é algo muito bem compreendido pela sociedade.

“Um assexual não é alguém que entrou em um relacionamento e o sexo não era bom”, afirma. Para eles, o coito é uma forma de agressão ao próprio corpo. Muitos, no entanto, fazem sexo, porque gostam de alguém e querem agradar essa pessoa.

Outros acabam buscando relacionamentos como uma forma de aliviar as cobranças sociais por uma vida como manda o figurino: namoro, casamento, filhos, férias na Disney. Um dos entrevistados de Elisabete até cogitou virar padre para, assim, se livrar das perguntas da família e das suspeitas de que era gay. No fim, acabou se casando com uma colega da faculdade. “Quando eu o entrevistei, ele já estava havia seis anos sem fazer sexo com a mulher”, conta a pedagoga.

NÃO É UMA DOENÇA

Em uma sociedade sexonormativa e hipersexualizada, é estranho, quase inaceitável, acreditar que a ausência de desejo sexual não seja causada por uma patologia ou trauma. Mas para a médica psiquiatra e sexóloga Carmita Abdo, fundadora e coordenadora geral do Prosex (Projeto de Sexualidade do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo), a falta de libido pode, sim, ser constitucional da pessoa e nem sempre está relacionada a algum problema físico, como a baixa hormonal – normalmente apontada como uma das principais causas do desinteresse sexual.

“As pessoas que não fazem sexo e não se preocupam ou sofrem por causa disso podem viver a vida delas e não precisam de qualquer intervenção, pois não são passíveis de serem diagnosticadas nem de serem tratadas”, afirma Carmita.

1 A CADA 100 PESSOAS É ASSEXUAL

Duas pesquisas indicam que essa condição atinge 1% da população mundial. Uma feita na década 40 pelo biólogo Alfred Kinsey, ao criar a Escala de Kinsey, que visa medir o comportamento sexual das pessoas. Na época, 1% dos entrevistados apontaram que não tinham desejo sexual.

Qual seria a causa espiritual da ASSEXUALIDADE?

Realmente estamos longe de compreendermos a sexualidade, como nos diz Emmamuel em seu livro “Vida e Sexo”. Quando pensamos em comportamento sexual já ligamos o assunto à prática sexual, ao coito.

No entanto, os Espíritos, em O Livro dos Espíritos”, como também em diversas mensagens e livros psicografados, nos esclarecem que o conceito de normalidade e de anormalidade não se aplica à sexualidade, excetuados nos casos comprovadamente patológicos.

O sexo do ser humano é definido pelos órgãos sexuais. A sexualidade tem sua raiz no Espírito ou alma. Basicamente, do ponto de vista morfológico, existem dois sexos: masculino e feminino. Mas isso não acontece com a sexualidade.

“Como cada um é cada um” (individualidade), e como a sexualidade se radica nas entranhas da alma, podemos admitir a existência de 7 bilhões de sexualidades na Terra – número correspondente à sua população. Dessa forma, impossível querer comparar uma pessoa com a outra, muito embora existam similaridades no comportamento sexual.

A Ciência já está revendo os conceitos de heterossexualidade, homossexualidade e bissexualidade, justamente por esta razão: não há como restringir a sexualidade das pessoas em grupos com padrões definidos de comportamento.

Certa feita, uma jornalista procurou Chico Xavier para uma entrevista em Uberaba. Cética, começou a julgar o médium, em pensamento, antes da entrevista. Ao aproximar-se de Chico, o médium tomou a palavra de disse: – Não sou homossexual como você está pensando. Eu apenas não sinto desejo sexual.

Essa é uma grande confusão que as pessoas fazem: confundir a falta de desejo sexual com homossexualidade. Isso é ignorância e preconceito.

Os Espíritos não tem sexo porque não tem corpo físico como o nosso, considerando que o sexo é definido pelas genitálias. No entanto, possuem sexualidade. Fiquem atentos para a questão nº 200 de “O Livro dos Espíritos”:

Questão nº 200 Os Espíritos têm sexo?

– Não como o entendeis, porque o sexo depende do organismo físico. Existe entre eles amor e simpatia, mas fundados na identidade dos sentimentos.

“Existe entre eles amor e simpatia, mas fundados na identidade dos sentimentos.”

Pois é: amor e simpatia entre as pessoas é pura manifestação da sexualidade. No entanto, na época da Codificação Espírita, este termo e seu significado ainda não existiam, pois sua criação é recente.

Freud se referia à sexualidade como uma manifestação intrínseca, inerente ao ser humano.

Ele tem razão: Nem tudo é sexo, mas tudo pode ser sexualidade.

Fernando Rossit

Fontes:

-UOL

-O Livro dos Espíritos, Kardec

-Vida e Sexo, Emmanuel

Sobre Fernando Rossit

Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

O Segundo Casamento

Ele concluíra o curso de contabilidade. Então, a vontade de ser médico, de fazer algo …

A Nossa mais Importante Encarnação

“Cada encarnação é como se fosse um atalho nas estradas da ascensão. Por este motivo …

Um comentário

  1. Emanuel Pereira

    Boa noite Irmão Kardecista.
    Gostaria de receber informações sobre palestras e notícias espíritas da Associação Espírita Allan Kardec e do Centro Espírita Irmão Gerônimo. Grato pela sua atenção.. Emanuel