quarta-feira , novembro 21 2018
Home / Espiritismo / Colunas / O conhecimento da Lei

O conhecimento da Lei

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará – Jesus (Jo 8:32)”

Há algum tempo atrás, quando estávamos cumprindo agenda em unidade prisional feminina, ocasião em que discorríamos sobre os princípios básicos da Doutrina Espírita, focando as Leis Naturais, ouvimos, vindo de uma das reeducandas, um suspiro profundo e um como que desabafo: “se eu soubesse disso não teria vindo parar aqui”.

De forma emocionada e um tanto quanto conformada, a espontaneidade da reeducanda evidenciou o quanto a ignorância nos prejudica, nos causando problemas e dificuldades.

Assim como não se pode, legalmente, alegar desconhecimento das Leis que regem a sociedade humana, já não podemos nos sujeitar a viver sem o conhecimento da Lei Natural ou de Deus, porque, queiramos ou não, estamos vinculados a ela.

Na citação acima, o Senhor Jesus estabelece o conhecimento da verdade como conquista no futuro, vinculado à permanência nossa nas palavras d’Ele, de acordo com o desenvolvimento de nosso entendimento.

Podemos deduzir então, que à medida que nos afastamos da ignorância, ponto de partida de nossos espíritos, e nos aproximamos da perfeição, ponto de chegada, mais nos sintonizamos com a Lei, e em conseqüência, mais acertamos produzindo resultados e situações que nos possibilitarão sentimentos de plenitude e felicidade.

Como para percorrer esse trajeto o espírito tira de si mesmo a força necessária, sendo pessoal a decisão, o momento e a intensidade aplicada, compete a cada um conscientizar-se da necessidade do auto-aprimoramento, no sentido apontado na orientação do Espírito da Verdade, constante do sexto capítulo de O Evangelho Segundo o Espiritismo: Amai-vos e Instruí-vos.

Dessa forma, será sempre conveniente priorizar, sistematicamente, o estudo das obras básicas, em especial O Livro dos Espíritos, onde se encontra, em sua terceira parte, o conjunto das leis morais, para que tenhamos conhecimento claro das leis que nos regem a vida, mesmo porque, assim como vivenciou a reeducanda no sistema carcerário, situação idêntica poderá ocorrer conosco no retorno ao mundo espiritual, especificamente nas faixas do umbral.

Pensemos nisso.

Antonio Carlos Navarro

Originally posted 2014-07-08 00:01:54.

Resumo da Revisão

User Rating: 3.4 ( 4 votes)

Sobre Antonio Carlos Navarro

Espírita de São José do Rio Preto - SP Frequentador e Dirigente do Centro Espírita Francisco Cândido Xavier em São José do Rio Preto, SP. Estudioso, palestrante e editor de inúmeros textos e conteúdo Espírita Gênero de livros Espírita que prefere: Mediunidade, Doutrinário Iniciou seus primeiros contatos com a Doutrina Espirita: 1986

Veja

O Capítulo 6 do Evangelho de Mateus

Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos …

O Mundo de Regeneração

O Mundo de Regeneração Steven Arthur Pinker, linguista e psicólogo, com doutorado em Psicologia Experimental, …