Home / Espiritismo / Colunas / Insatisfação

Insatisfação

O espírito Vianna de Carvalho ditou a Divaldo Pereira Franco a mensagem intitulada “O Problema da Insatisfação”, onde analisa a insatisfação humana nos dias modernos, e de onde extraímos o seguinte trecho:

“A insatisfação que a tantos amargura, enferma e conduz a distonias de largo porte, pode e deve ser combatida através de uma pauta salutar de objetivos e de diretrizes evangélicas, conforme Allan Kardec extraiu dos conceitos morais das insuperáveis lições do Cristo, fazendo do Espiritismo o mais completo compêndio de otimismo e de sabedoria conhecido nos tempos hodiernos.”

Segundo a questão novecentos e vinte e seis de “O Livro dos Espíritos”, a infelicidade humana é relativa às necessidades fictícias que se cria para si mesmo.

Decorrente do atual estágio evolutivo, o mercantilismo e o desenvolvimento tecnológico envolve a sociedade humana, desfocando-nos dos reais interesses do espírito imortal, tornando-nos insatisfeitos com as condições materiais, estabelecendo uma competitividade inconsciente, onde acabamos por adoecer espiritualmente.

Entramos e permanecemos em um círculo vicioso, sem nos aperceber da condição de doentes do espírito, que precisa de um Guia e Modelo, mas que opta por caminhar sozinho, quando não segue a quem não deveria.

É a prova de que Jesus, o Divino Aniversariante do mês, ainda é um desconhecido em nossas vidas. Há dois mil anos temos as lições e orientações para a plenitude de nossas vidas e para a felicidade advinda da consciência tranquila, mas temos preferido o ilusório, o que é fugaz, portanto o inatingível, que é buscar a felicidade onde ela não está.

Como predicou Jesus, seria necessária a vinda do Consolador para nos esclarecer sobre todas as coisas, e nos fazer relembrar as coisas que Ele nos ensinou.

Allan Kardec, também ainda desconhecido e pouco estudado, estabelecendo a Terceira Revelação entre nós, representa Jesus de volta, para que possamos nos redimir e redirecionar nossos objetivos, agora fundamentados na realidade espiritual da qual fazemos parte, e que possibilita a felicidade real e duradoura, mesmo diante das dificuldades da vida, porque fortalece a fé no futuro e nos mostra a real dimensão de nossas forças para atingirmos os objetivos determinados por Deus, que nos espera, Pai Amantíssimo que é, respeitando nossas escolhas pessoais.

Pensemos nisso.

Antonio Carlos Navarro

Sobre Antonio Carlos Navarro

Avatar
Espírita de São José do Rio Preto - SPFrequentador e Dirigente do Centro Espírita Francisco Cândido Xavier em São José do Rio Preto, SP. Estudioso, palestrante e editor de inúmeros textos e conteúdo EspíritaGênero de livros Espírita que prefere: Mediunidade, DoutrinárioIniciou seus primeiros contatos com a Doutrina Espirita: 1986

Veja

Conflitos humanos

A agressividade e a violência comportamental são traços da personalidade humana, nos mais diversos graus, …

Reforma da Previdência versus Lei do Trabalho

“Meu Pai trabalha até agora, eu também trabalho” – Jesus (Jo 6:17) Estamos em meio …