Home / Espiritismo / Colunas / Conselhos pelo WhatsApp

Conselhos pelo WhatsApp

3

Um amigo me passou uma mensagem em áudio no WhatsApp, que dizia mais ou menos o seguinte:

-Fernando, recebi uma mensagem psicográfica que trata sobre a conjuntura atual do nosso planeta. Diz que a atmosfera da Terra encontra-se bastante pesada por conta dos sentimentos e pensamentos negativos, como pessimismo, revolta, ódio e intolerância das pessoas. Que a vibração está tão comprometida que os bons Espíritos estão com muita dificuldade de ajudar-nos.

E continuou: – que acabaram as medidas paliativas a respeito dos desmandos causados pelas criaturas nesse plano. Dizia que cada um terá que assumir sua parcela de responsabilidade e retomar suas tarefas de enobrecimento espiritual. Que para saber se cada um está cumprindo com suas promessas de melhoria traçados no Plano Espiritual bastava analisar se está ou não em paz íntima, que este é um bom indicativo.

– Mas como podemos ter paz com um panorama tão adverso? Não me encontro em paz, estou com medo, angustiado e ansioso. Luto comigo mesmo e não consigo.

Respondi, via áudio do mesmo aplicativo:

-Querido amigo, ao ouvir sua mensagem lembrei-me de O Livro dos Espíritos, quando os Espíritos respondem à Kardec (q.922) sobre o que precisamos para gozar a felicidade e paz relativas aqui na Terra.

Esclarecem que são necessárias ao homem, basicamente 3 coisas: ter a consciência tranquila, possuir o necessário para viver e ter fé no futuro.

E continuei: – o mundo está passando por um momento complicado face às ações humanas, considerando que a “alma” da Terra reflete a alma dos homens – somos nós que fazemos o mundo melhor ou pior. Conserte o homem e consertará o mundo. Que criamos com nosso pensamento energias pesadas, deletérias, capazes de provocar danos incalculáveis: brigas, crimes, dissenções de toda natureza, pela influência dos espíritos inferiores que pululam ao nosso redor, potencializando, e muito, nossos piores sentimentos. Uma pequena irritação, por exemplo, pode se tornar algo incontrolável, ao ponto de cometermos agressões que nunca imaginávamos. Por isso a necessidade de ficarmos atentos, sermos prudentes para não sermos jogados de roldão nessa armadilha, agindo como manada de gado assustada.

Oremos por nosso país, nos aconselham os benfeitores espirituais. Pensemos e ajamos no Bem. Se quisermos estar imunes a tanta agressão não podemos agir do mesmo modo, pois violência gera violência.

Trata-se, sem dúvida, de uma fase difícil, no entanto tudo isso um dia vai passar. Dia virá que a vontade do Pai prevalecerá e as injustiças e desmandos dos poderosos não terão mais vez. É, também, grande aprendizado para todos nós.

Confiança e fé em Deus. O Bem triunfará!

É possível, sim, meus amigos, manter a paz em meio da tormenta. Basta que não a entreguemos de graça, que a preservemos. Não devemos nos esquecer, também, que o exterior é um reflexo do mundo interior: aqui na Terra e no Mundo Espiritual. Não deixemos nos abater.

E terminei meu áudio com a letra de uma música do saudoso compositor Gonzaguinha:

“Fé na vida, fé no homem, fé no que virá.

Nós podemos tudo, nós podemos mais.

Vamos lá fazer o que será”.

Fernando Rossit

Sobre Fernando Rossit

Avatar
Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

O Arrependimento se dá em Vida ou Depois da Morte?

O arrependimento se dá no estado corporal ou no estado espiritual? Vejamos a Questão 990 …

Demônios são Espíritos Humanos Bons ou Maus?

No Cristianismo, faz séculos, há uma crença, cada vez mais insustentável, a respeito dos demônios. …

Um comentário