Home / Atualidades / Como Vencer o Orgulho

Como Vencer o Orgulho

“Errar é humano”, já diria a célebre frase muito comum, principalmente, quando estamos errados. Porém, o problema maior está em não admitir o próprio erro e não passar por cima do orgulho. Errar não precisa ter sempre o significado de consequências negativas, os erros servem como aprendizado e experiência de vida, contanto que eles sejam devidamente assumidos e corrigidos, sempre que possível. Veja como você pode vencer o seu orgulho e admitir os seus erros.

Briga de casal, no trabalho, entre amigos ou familiares… Quem nunca teve um atrito em que estava errado e se recusou a se desculpar? Embora isso seja mais normal do que deveria, essas atitudes podem afetar o nosso bem-estar emocional e prejudicar o nosso convívio com outras pessoas. Segundo a psicóloga Gabriela Bandeira, quando assumimos os nossos erros, conseguimos expor nossos sentimentos de forma sincera conosco e com o outro, além de sempre aprender alguma coisa com a experiência:

“Desta forma, acabamos por evitar conflitos e situações desconfortáveis, muitas vezes por coisas pequenas e nos permitimos criar relações mais sólidas. O orgulho, normalmente, tem origem no medo e, de alguma forma, temos sempre medo de errar, de falhar ou de estar errado”, analisa a profissional, que explica como podemos superar o orgulho e como esse sentimento pode afetar o nosso dia a dia. Confira:

Como o orgulho afeta o nosso bem-estar?

“Somos ensinados que ser melhor que o outro é importante, e estamos sempre nos comparamos. Assumir uma falha ou erro pode nos gerar a sensação de fraqueza e inferioridade. Esse sentimento pode ser um grande ladrão de felicidade, já que deixamos de ter experiências ou perdemos pessoas por causa dele”, explica Gabriela.

Como podemos vencer esse sentimento?

“Ser humilde e assumir nossos erros fará com que aprendamos com a experiência e a lidar melhor com o orgulho. Além disso, ao contrário do que a sociedade nos apresenta, não devemos nos menosprezar por errar em algum momento. Todos erramos em atitudes e palavras em fases da vida, afinal, somos seres em construção. Portanto, compreender que errar faz parte da vida e assumir esses erros é importante para amadurecermos como pessoa”, ensina a psicóloga.

Admitir o erro ajuda no autoconhecimento. Entenda!

Mais do que “dar o braço a torcer”, assumir que estamos errados é aprender a lidar com a avalanche de sentimentos que o orgulho pode nos causar, dentre eles a vergonha e a sensação de inferioridade perante o outro. Além disso, quando reconhecemos os nossos erros e nos desculpamos por eles, conhecemos melhor as emoções e as reações à elas, o que gera autoconhecimento e demonstra maturidade: “Isso nos faz crescer e fortalecer como pessoas e, consequentemente, faz com que consigamos construir relações mais verdadeiras com o outro”, finaliza Gabriela.

*Gabriela Bandeira (05/48994) é psicóloga formada pela UFRRJ em terapia cognitiva comportamental.

https://www.conquistesuavida.com.br/

Sobre Fernando Rossit

Avatar
Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

O Jovem Subjugado por um Espírito Alcoólatra

Certa vez, eu, Sr. Rubens e mais dois amigos*, encontrávamo-nos em frente do Kardec conversando …

O que fizemos em outras Encarnações para Merecer o que Passamos?

Tão logo começamos a estudar a Doutrina Espírita, começamos também a interpretar os acontecimentos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.