Home / Espiritismo / Doutrina Espirita / Chorar Muito pode Prejudicar um Espírito e Atrapalhar seu Ingresso No Mundo Espiritual?
SSUCv3H4sIAAAAAAAEAH1RMW7DMAzcC/QPhmYbTRrHsTtmyFage9GBloiAiCIVppSiCPz3SpaMaii6iXfHI4+6Pz5UlRiBSYqX6h6rUJPWnt0EjqwJ8KbOOCpydiLQEYzYvDCCHTjPyNEiQxIcnoM2gbl/nfOe6molFjJ0BEocPZNB5qcTGTASRV1o2I9R84b2U6NYibn+xy9r/3B5RfNrkR4fa1I4o5HfS54i54QaIeXMEUTf7tQeB2yU2u6bttvIBoaubbq+H7ajlM+HQ7dMSdbi8uVwupaXupFCW9TgFdniaDcrQceGXbGJDP9jr3m/+QcG3g+WxgEAAA==

Chorar Muito pode Prejudicar um Espírito e Atrapalhar seu Ingresso No Mundo Espiritual?

Algumas pessoas afirmam que não devemos chorar a morte de nossos entes queridos e amigos, pois se assim fizermos, estaremos os atrapalhando e prejudicando durante sua transição e também quando estiverem no plano espiritual.

Essa ideia, apesar de ser bastante difundida e tomada como verdade por muitos, não é exatamente verdadeira. O choro, por si só, não tem o poder de fazer algum mal ao espírito recém desencarnado. O pranto derramado após a passagem de pessoas que muito amamos é natural e não deve ser evitado ou reprimido.

Se uma pessoa fica contendo seu choro, esse sentimento fica preso dentro dela, e isso sim pode prejudicar não apenas o encarnado como o desencarnado. Isso ocorre porque um sentimento reprimido em nosso peito vai gerar muito mais sofrimento a longo prazo, o que fará com que a pessoa fique pensando no espírito por mais tempo e projetando no desencarnado esses sentimentos desarmônicos de tristeza, pesar, angústia etc.

Mas o choro intenso, logo após a morte, nos ajuda a descarregar toda a emoção, e nos dá uma sensação de alívio e libertação. É muito importante chorar e botar tudo pra fora, pois aquele que fica guardando suas dores dentro de si só aumentará seu sofrimento, e nesse caso sim, poderá prejudicar a si mesmo e o recém desencarnado.

Portanto, chore… Não tenha receio de chorar e colocar toda a carga para fora. Não é o choro em si que prejudica os desencarnados, mas o apego com clamores de retorno. Ficar pensando fixamente no espírito, desejando que ele retorne, torcendo para ele fique conosco e reapareça.

A não aceitação da morte e a revolta pelo desencarne, isso sim pode prejudica-lo. Mas o ato de chorar, quando representa uma catarse, ou seja, uma liberação das emoções retidas, não deve ser evitado. Quando a pessoa chora tudo que tem que chorar, seu emocional se alivia e fica muito mais fácil de superar esse momento difícil e não ficar irradiando energias pesadas ao espírito.

No entanto, há algo que devemos prestar atenção. Quando o choro se perpetua pelos meses seguintes e passa a ocorrer com frequência, esse pode ser um choro de apego e não um choro de descarga emocional. No caso de ser um choro de apego, ele pode sim prejudicar o espírito, se não é um espírito elevado.

Um choro excessivo e prolongado pode ser um sinal de forte apego. O choro de descarga pode demorar alguns dias, mais do que isso já passa a ser um choro de apego ou um choro de dependência emocional. A pessoa que apresenta esse sintoma pode buscar um tratamento espiritual ou mesmo uma psicoterapia.

Hugo Lapa

Sobre Fernando Rossit

Avatar
Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

Veja

Atrás de cada Sofrimento existe um Apego

Apego é a não-aceitação da impermanência das coisas. Na Terra nada se perpetua, somente a …

Como os Espíritos nos Influenciam?

Primeiro, porque estão ao nosso lado e vêem tudo o que fazemos. Não existe um …