Home / Espiritismo / Colunas / Bem lá no fundo

Bem lá no fundo

O fato é real, e aconteceu durante uma reunião em família, enquanto o jantar estava em preparo.

– Sofri demais com ele – dizia ela – durante esses anos todos em que estivemos casados. Ele me deu muito trabalho, e sempre foi muito complicado lidar com as consequências dos vícios dele.

Somos, por dever de consciência, obrigados a concordar que realmente sua vida conjugal não havia sido fácil, em função dos desequilíbrios provocados pelo alcoolismo e tabagismo do marido. Não que fosse uma pessoa violenta, pelo contrário, mas o restante fora muito complicado.

E porque o silêncio dos demais se instalou no ambiente, continuou ela:

– Na outra vida não venho mais com ele. Se Deus quiser que eu case com ele novamente, não aceitarei.

Silenciou por alguns instantes, e depois de respirar profundamente, retomou a palavra, finalizando o assunto que, em seguida tomou outro rumo:

– Ah! Mas se Deus quiser que a gente se case novamente, fazer o quê? Eu venho novamente com ele, mas tem uma coisa, eu venho homem e ele vem mulher.

A princípio, pelo conteúdo de seu desabafo, pode-se pensar que se trata de uma mulher espírita. Mas não é. Nem mesmo é reencarnacionista, ao contrário, para ela a reencarnação é coisa do demônio.

Buscando os esclarecimentos em O Livro dos Espíritos, encontramos a explicação para o ocorrido acima em sua questão seiscentos e vinte e um, onde Allan Kardec pergunta aos Espíritos encarregados de implantar o Consolador prometido por Nosso Senhor Jesus Cristo na Terra (1): “Onde está escrito a Lei de Deus?” e a resposta é objetiva: “Na consciência”.

A despeito da cultura conquistada na atual encarnação, e da opção religiosa que a pessoa possa ter assumido, o conteúdo da Lei de Deus permanece na consciência, e mais cedo ou mais tarde provoca insightsno espírito imortal, conduzindo-o ao desenvolvimento necessário.

E é fácil comprovar essa realidade, quando vivenciamos estados de remorso ou arrependimento por ter feito ou falado algo, sem pensar nas consequências, e, após vermos o resultado negativo gerado, declaramos que não deveríamos ter procedido daquela forma. É a consciência nos alertando.

Para ajudar nossas consciências a se desenvolverem com mais velocidade, conquistando assim maior margem de acerto diante da vida, nada melhor do que estudar toda a terceira parte de O Livro dos Espíritos, porque é lá que se encontram todas as Leis Morais de que temos condições e necessidade de apreender em nosso atual momento evolutivo. Porque, assim como a senhora do desabafo acima, todos nós carregamos, “bem lá no fundo” de nós mesmos, a base legal Divina, que aguarda, desde há muito tempo, o desenvolvimento intencional por parte de nós outros, para o nosso próprio bem.

Pensemos nisso.

Antônio Carlos Navarro

Referência:
(1) João 14:26

Nota do editor:
Imagem em destaque disponível em <http://www.wisegeek.com/how-do-i-choose-the-best-castor-oil-cream.htm>. Acesso em: 09JUN2015.

Sobre Antonio Carlos Navarro

Avatar
Espírita de São José do Rio Preto - SPFrequentador e Dirigente do Centro Espírita Francisco Cândido Xavier em São José do Rio Preto, SP. Estudioso, palestrante e editor de inúmeros textos e conteúdo EspíritaGênero de livros Espírita que prefere: Mediunidade, DoutrinárioIniciou seus primeiros contatos com a Doutrina Espirita: 1986

Veja

As seis condições do espírito imortal

O grande estudioso e pensador espírita Cosme Massi desenvolveu uma forma muito peculiar para interpretarmos …

Regime para Olho Gordo

A denominação “Olho Gordo” é dada, pela cultura popular, à pessoa que possui e demonstra …