quarta-feira , novembro 21 2018
Home / Fernando Rossit

Fernando Rossit

Fernando Rossit é funcionário público e reside em São José do Rio Preto. Espírita desde 1978, atua em várias tarefas nas casas espíritas "Associação Espírita Allan Kardec" e "Centro Espírita Irmão Gerônimo".

A alma Infantil

A alma infantil, nos diz Cecília Meirelles, como aliás, a alma humana, não se revela jamais completa e subitamente, como uma janela que se abre deixando ver todo um cenário. É necessário ter cuidado para entendê-la, e sensibilidade no coração para admirá-la. A autora nos narra que, certa vez, ouviu …

Leia mais »

A Serpente e o Sábio

Contam as tradições populares da Índia que existia uma serpente venenosa em certo campo. Ninguém se aventurava a passar por lá, receando-lhe o assalto. Mas um santo homem, a serviço de Deus, buscou a região, mais confiado no Senhor que em si mesmo. A serpente o atacou, desrespeitosa. Ele dominou-a, …

Leia mais »

Nos Momentos Graves use a Calma

A vida pode ser um bom estado de luta, mas o estado de guerra nunca será uma vida boa. Não delibere apressadamente. As circunstâncias, filhas dos Desígnios Superiores, modificam-nos a experiência, de minuto a minuto. Evite lágrimas inoportunas. O pranto pode complicar os enigmas ao invés de resolvê-los. Se você …

Leia mais »

Não nos Deixeis Cair em Tentação

A Bondade Infinita de Deus não permitirá que venhamos a cair sob as tentações, mas, para isso, é necessário que nos esforcemos, colaborando, de algum modo, com o auxilio incessante de Nosso Pai. Há leis organizadas para beneficio de todos, mas, se não as respeitarmos, como poderemos contar com a …

Leia mais »

O Perdão Liberta

   “…O mundo está cheio dessas pessoas que tem o sorriso nos lábios e o veneno no coração; que são brandas contanto que nada as machuque, mas que mordem à menor contrariedade; cuja língua se transmuda em dardo envenenado, quando estão por detrás”. (E.S.E. Capítulo IX). É próprio do ser …

Leia mais »

Médiuns Não São Adivinhos

Em artigo na Revista Espírita, janeiro de 1858, intitulado “Médiuns julgados” Kardec ensina que os médiuns não são adivinhos, mas intérpretes das inteligências do outro mundo. Logo, o médium sozinho nada produz, pois precisa do concurso dos Espíritos. Kardec aborda o tema por conta de um teste que acadêmicos fizeram …

Leia mais »