Home / Espiritismo / Colunas / Às Vésperas da Grande Transição

Às Vésperas da Grande Transição

Sidney Fernandes   14-99772-5892

Como seria a Terra se os seus habitantes já fossem voltados para o mundo de regeneração?

Essa pergunta foi formulada por Richard Simonetti, com a interessante proposta de identificar pessoas já dispostas a colaborar no campo do altruísmo, pela construção de uma nova humanidade.

Como identificaríamos um habitante do planeta Terra já ligado aos ideais do mundo de regeneração?

Considerou Richard, em sua manifestação, que estamos às vésperas da grande transição anunciada por Kardec, de mundo de expiações e provas, para mundo de regeneração. Entendeu, no entanto, que essa identificação não seria uma tarefa difícil. Embora ainda em quantidade pequena, é possível encontrar pessoas inteiramente devotadas ao próximo, que realizam maravilhosos trabalhos nos campos do bem, social, religioso e até no campo político. Gente idealista, que trabalha para o bem da humanidade.

Em O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, encontramos a notícia de que, por enquanto, não é possível usufruir da completa felicidade, na Terra, mas que é possível suavizar os males e sermos felizes tanto quanto comporte a nossa existência grosseira, dentro dos limites do nosso orbe.

Em A Caminho da Luz, Emmanuel nos revelou que, por volta do período neolítico, a Terra acolheu grande número de espíritos intelectualmente superiores, porém, de moral limitada, que foram expulsos de um planeta iluminado pelos sóis de Capela. Esses habitantes recusaram-se a acompanhar o salto evolutivo daquele orbe e, por não terem valorizado os preciosos instrumentos que detinham em suas mãos, foram aqui localizados, para contribuírem com o nosso adiantamento e, ao mesmo tempo, procederem à reavaliação de seus paradigmas.

Quando ocorrerão essas transformações? Segundo Simonetti, elas já estão ocorrendo. Muitos espíritos obstinados no mal, que teimam, com renitência, em não se modificar, estão tendo sua última oportunidade de remissão, em suas presentes encarnações.

Por outro lado, existem pessoas que trabalham graciosamente, que têm seus afazeres, necessidades, famílias e compromissos, mas encontram tempo e disposição para desenvolver atividades de benemerência. Eles fazem parte da geração nova que, por ora, é composta por alguns, mas no futuro será constituída pela maioria.

Estamos interessados em fazer parte dessa nova geração? Atentemos para esta história de um homem que foi mandado, por engano, para o inferno.

Era um sujeito tão bondoso que somente poderia ir para o céu. Como seu nome não estava na lista dos eleitos, foi encaminhado para o inferno. Alguns dias depois, o próprio Lúcifer apareceu nas portas do céu, exigindo providências do Santo responsável:

— Você mandou aquele sujeito para o inferno e ele está me desmoralizando! Chegou escutando as pessoas, olhando-as nos olhos, conversando com elas. Agora, está todo mundo dialogando, se abraçando, se beijando. O inferno não é lugar para isso! Por favor, traga este sujeito para cá!

Conclusão: Vivamos de tal forma que, se por engano, formos parar no inferno, o próprio demônio nos trará de volta ao paraíso.

 

Fiquemos com Richard Simonetti:

Na medida em que estivermos dispostos a edificar o bem e a orientar as nossas vidas no sentido de construir a solidariedade no mundo, treinaremos a nossa capacidade de servir. Assim estaremos preparados para o mundo de regeneração.

Referências: Um santo no lugar errado, de Paulo Coelho; Mundo de regeneração, texto de Richard Simonetti; A Gênese e O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec; A Caminho da Luz, de Emmanuel.

Sobre Sidney Fernandes

Avatar
Sidney Fernandes (1948@uol.com.br) nasceu em Bauru, em 1948. Gerente do Banco do Brasil e Empresário, hoje está aposentado e se dedica integralmente à veiculação do Espiritismo. Participou ativamente da Mocidade Espírita até integrar-se ao Centro Espírita Amor e Caridade de Bauru (SP). Escritor e orador profere palestras em várias cidades brasileiras. Veja página deste Autor

Veja

Da Boca para Fora

Sidney Fernandes – 1948@uol.com.br João Silveira, modesto mestre de obras, voltava para casa depois de …

Com quem você gostaria de Jantar?

Se lhe dessem a oportunidade de receber alguém em sua casa, quem você escolheria? Difícil …